Eu nasci há dois mil anos

“A tudo que é desconhecido, estranho e ameaçador, deve-se aprisionar, esconder, mascarar e oprimir” – Pensamento Medieval que predomina até hoje, em instâncias diferentes com requintes de modernidade.Há quem não goste de falar sobre religião, dogmas e dominação através do temor etc e tal, mas mesmo assim resolvi transcrever alguns trechos de uma entrevista que li no jornal O Tempo (30/08/05)  de um tal Frei Jacir de Faria, um cara que estuda em Roma e que está lançando um livro que relata a atividade apostólica de Maria Madalena, Maria, mãe e Tecla, mulheres que viveram os primeiros anos depois de cristo e que com ele conviveram. O livro se chama “A Vida Secreta do Apóstolos e Apóstolas à Luz dos Atos Apócrifos”. A pesquisa do cara revelou que os apóstolos eram defensores da castidade e da virgindade ao ponto de Pedro pedir à sua filha que ficasse paraplégica para que não mantivesse relações sexuais. Provoutb que pregar a palavra do tal Jesus Cristo era sinônimo de martírio, de perseguição e prisão (qualquer semelhança com o comunismo é mera coincidência).Pergunta: Por que a virgindade era considerada um mérito?
Resposta: (…) Atingir o ideal da perfeição significava ser casto, virgem, vegetariano e misógino (aversão ao poder e liderança da mulher). O mérito da virgindade parecia ser o de alcançar a salvação. Mas também há nisso tudo o medo da sexualidade da mulher. Para os homens judeus, a mulher tinha parte com o sagrado. Controlar o sagrado era controlar a mulher.

P: Por que as mulheres passam a ser rejeitadas no cristianismo do século II em diante? O que isso tem a ver com os apóstolos??
R: Os apóstolos tinham aversão à liderança feminina. Pedro rejeitava Madalena, mas também tem o caso de André, que espancou uma mulher na rua ao ver um pedaço de seu seio à mostra. (FILHO DA PUTA!) Um texto apócrifo entitulado “A Ordem Eclesiástica Apostólica” justificava que a mulher não poderia ser ordenada padre para distribuir a eucaristia. Diz o texto que Maria Madalena riu na última ceia quando Jesus disse: “Este é meu corpo e meu sangue” (e eles queriam que ela fizesse o que?). Tertuliano no século 2º escreveu: “Essas mulheres hereges – como são atrevidas! Carecem de modéstia e têm ousadia de ensinar, discutir, exorcizar, curar e, talvez, até batizar” . (…).

P: Na verdade, Maria Madalena foi a esposa de Jesus?
R: Maria Madalena é o modelo de mulher apóstolo que marcou a humanidade cristã. Infelizmente levou o adjetivo de prostituta. Influência do pensamento machista reinante no início do cristianismo que a classificou assim baseando-se na interpretação equivocada de Lucas, em que fala da pecadora que foi ter com Jesus e ungiu seus pés. Madalena não foi prostituta. Ela era casada com Pappus bem Judas mas se apaixonou por um soldado romano da tropa de Herodes chamado Panther que tb morava em sua cidade, Mágdala. Madalena abandonou seu marido e fugiu com o soldado. Depois que eles se separaram ela começou a seguir Jesus e foi amada por ele. Não se sabe como ela morreu, há quem diga que ela fugiu de Jerusalém por causa da perseguição do Império Romano aos Cristãos e que se tornou eremita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s